A despedida!!!!

Galera,

Estou passando por aqui para despedir-me de vocês.

Sim, estou dando tchau ao blog. Depois de um ano, estou reiniciando minha vida de uma forma mais transparente.

Já não há a necessidade de fingir; só a de VIVER.

Quem quiser me achar, por favor, visite o fotoblog, http://lamdrumond.fotoblog.uol.com.br Lá, vocês me acharão.

Bem, vou ficando por aqui.

Assim que eu criar um novo blog, aviso a vocês.

Shalom,

Leo Drumond.

É, hoje, celebramos a Libertação dos Escravos. Será???

Quisera eu, em minha humilde inspiração, ser capaz de criar um poema ou, quiçá, um simples texto que desse conta da data de hoje: 13 de maio. Há 117 anos, foi publicada em nosso País a famosa "Lei Áurea". Nela declarava-se que, a partir daquela data, todo escravo estaria livre. Ah, era o processo da libertação. Infelizmente, a utopia proposta não aconteceu. Hoje, ao olhar um pouco para trás, vejo a triste realidade: a escravidão não acabou. Ela só está encoberta! Sim, a encobrimos através de um ínfimo salário mínimo e do medo da perda do emprego. Já não se pode mais sonhar em ficar doente, em ter problemas familiares... Enfim, estamos todos presos aos nossos trabalhos. E a ESCRAVIDÃO está cada vez mais presente. Tá! Eu sei! Na época, só os negros eram expostos a tal humilhação. Mas, infelizmente, hoje a Escravidão faz parte da realidade de todos e os negros... Bem, os negros ainda continuam sendo humilhados... Há - e sempre há de haver - os que discordam de mim, porém, peço que me provem se estou enganado. Viram, não consegui inspiração, nem muito menos organização das minhas idéias, mas sei que ainda sofro com a ESCRAVIDÃO aceita e oficializada em meu País, digo, nosso País e sonho com o dia em que, REALMENTE, não mais haverá discriminação contra os nossos irmãos negros. E, para representar a liberdade tão sonhada, fica a foto desse lindo Puma. Shalom, Leo Drumond.

 Olá, galera,

É, ontem, celebramos o Dia das Mães!!! Foi um dia delicioso!!!

Dia de mostrarmos a esses anjos quanto as amamos.

Minha família esteve em festa. Reunimos uma geração de mães: Dna. Neuza (progenitora, avó e, agora, bisavó), Dna. Nadja (minha mãe e futura avó da filha do meu irmão), Dna. Ana (minha tia, mãe da Vanessa e avó da Karen), Vanessa (a mãe da minha afilhada Karen) e Camila (minha cunhada e futura mamãe da Isabelle). Tal reunião, vocês podem ver abaixo. Deus abençoe a todas elas!!! Hum, a foto acima foi tirada de uma barca na Baía de Guanabara. O fotógrafo foi meu Rodrigo.

Shalom,

Leo Drumond.

Alguns avisos:

1) Irei à Bienal nos dias 15 (domingo) e 20 (sexta). Quem quiser a minha humilde companhia, pode avisar. Ser-me-á um prazer!!! (21)9141-1840.

2) Aniversário do Blog: 21 de Maio.

3) Dia 13 de junho: meu 27o. aniversário.

A uma pessoa angelical!!!

Há muito tempo, tenho reavaliado o papel da magia em minha vida. E, felizmente, tenho percebido que, apesar do que tentam me dizer, ela existe e está bem presente em minha vida. Sim, ela está presente quando faz o virtual transformar-se em real; quando faz pessoas maravilhosas adentrarem meu mundo; quando me mostra que sempre é tempo de recomeçar... Bem, a magia FEZ-SE E AINDA FAZ-SE presente quando me presenteia com essa pessoa linda e maravilhosa: a KELLY, A DOCE MADAME BUTTER-FLY. Essa minha amiga mais do que real a mim trazida pela internet. Hoje, o post vai todo para ela, pois Chronos vem lhe fazer uma visita agraciando-a com mais um ano de experiência para partilhar com esses amigos por quem ela é tão amada. KELLY, TE AMO!!! FELIZ ANIVERSÁRIO!!! Leo Drumond.

Faltam 10 dias para a XII Bienal Internacional do Livro

Galera, Dentro de 12 dias, o Rio de Janeiro tornar-se-á palco da XII Bienal Internacional do Livro. Este ano, o país homenageado será a França.Com toda a certeza, já estou empolgadíssimo para ir. É uma ótima oportunidade para termos contato com os escritores. Na última, peguei um autógrafo do Ziraldo, o responsável por eu, hoje, gostar de Literatura. Shalom, Leo Drumond.

 

Para pensar!!!
Caminhos
 
Na vida é impossível parar.
Mesmo quando decidimos não avançar,
a vida avança. 
E às vezes temos mesmo a impressão
que ela corre.
E nesse nosso viver,
encontramos diariamente caminhos
na nossa frente.
Em cada situação há sempre uma
opção de estrada.

Escolhemos então a mais longa, mais curta,
mais fácil, mais difícil...
somos guiados por vontades,
necessidades, coração, emoções...
e na verdade nem sempre sabemos onde
nos conduzirá nossa escolha.
E é preciso a cada dia, cada passo,
seguir e assumir.
Ninguém, ninguém mesmo pode
ou deve ser responsável pelas nossas escolhas.
E mesmo se damos ouvidos a um amigo,
aos pais,
a escolha final e a responsabilidade
final sempre será nossa.

Muitas vezes sofremos porque escolhemos
caminhos errados.
E sabemos que não há volta  para
as caminhadas da vida,
mas sempre teremos a opção de dirigir
nossos passos para direções diferentes.
E então uma nova escolha se dá.
Com todos os riscos possíveis.

Amar alguém, sentir amizade por alguém,
não é uma escolha.
Pelo menos não voluntária,
da nossa mente.
Do coração, eu diria, pois não temos controle,
não podemos negar sentir esse amor
ou essa amizade.
Mas podemos decidir seguir esse amor
e essa amizade.
Isso também é uma escolha, caminho.

O importante é não parar.
Li uma vez que "água estagnada apodrece"
e penso que ninguém gostaria de viver
como água estagnada.
Devemos ser como as águas dos rios,
correndo sempre em alguma direção,
regando flores que nascem do lado,
matando sede de pássaros e homens,
desembocando em grandes mares.
E assim segue nossa vida...

Cabe a cada um a responsabilidade da escolha diária.
E tudo o que posso dizer com certeza de que
não há erro possível na escolha,
é aquela de seguir o grande, o verdadeiro Caminho.
Para os outros,
que a sabedoria esteja no coração
de cada um para que as escolhas estejam o mais
perto possível daquilo que chamamos felicidade.

Quando eu era criança, teimava em acreditar que a magia existia. Poderes mágicos pareciam ser inerentes a qualquer pessoa, em especial nos meus pais, a quem considerava como heróis. Conforme fui crescendo, os já adultos pareciam querer me provar do contrário, na verdade, ainda hoje o fazem! Eu, insistente como só eu sei ser, cismava em continuar acreditando na magia. Agora, já começa a ver heroismo naqueles que se dispunham a doar suas vidas à ajuda de outrem. Betinho foi um grande exemplo para mim. Ideologias, pré-conceitos ... fui formando os meus. Quanto aos heróis... comecei a vê-los nas pessoas humildes; aquelas que insistem em continuar sobrevivendo com pequenos salários. Já não mínimos, mas ínfimos. Ao escolher minha profissão, descobri um novo herói: o professor, digo, o Professor, a Professora... enfim, aqueles que optam por ensinar apesar de tão dura lida e pouco retorno. E a magia... bem, essa nunca perdi em meu coração... Recomeçar depois de vários tombos é ser apto de viver a magia. Continuar a buscar o AMOR após tamanhas decepções é acreditar na magia...E, graças a essa crença, recebi um presente maravilhoso. Sim, a Magia me está presenteando no meu humilde viver. Como? Ao me presentear, há dois meses, no dia 27 de fevereiro, com essa pessoa especial a quem chamo de RODRIGO, MEU MOZAUM MAGUIM. E, para comemorar, tamanha Beleza da Magia, republico a foto na qual estamos juntos, amparados pela magia da Jean Grey, a Fênix, dos X-Men, nada melhor para representar a magia em nossas humildes vidas. O tempo não pára e faz com que, hoje, comemoremos 2 meses de namoro. A ele, o meu MOZAUM, desejo o meu MUITO OBRIGADO!!! A vocês, peço, meus amigos, as orações. Shalom, Leo Drumond.

 

A festa pela qual me viciei!!!

Gente,

Não sei quanto a vocês. Mas, na minha opinião, os anos 80 estão, cada vez mais, em moda.

E, fazendo jus à minha observação, existe, aqui no Rio, uma festa conhecida como "FESTA PLOC". Ela acontece de quarta a domingo em vários lugares, dependendo do dia. Quem quiser maiores informações, basta visitar o site da festa: www.ploc80s.com.br

Nesta última sexta-feira, ela aconteceu no Circo Voador. Para mim, não há lugar mais anos 80 do que lá. Para confirmar, assistam ao filme Cazuza: o tempo não pára. E eu, graças a Deus, pude participar da festa. Houve, sem exageros, mais de 4000 pessoas. Todas na maior paz. Vida a foto abaixo.

Sem sombra de dúvidas, viciei-me por ela. Nela, tocam-se os clássicos (passando por The Smiths, The Cure, Enigma, Capital Inicial, Paralamas, etc) e os bregas (Sidney Magal, Rosana...)

E, para além disso, o melhor de tudo é que, na festa, as pessoas vão para se divertir. Já fui a quatro, duas no circo voador. E, em todas elas, felizmente, pude constatar uma paz incrível.

Quem quiser me fazer companhia nas próximas ploc, basta avisar.

Hum, mudando de assunto radicalmente, por enquanto, vou manter o blog. E, no meio tempo, vou pensando no que fazer.

Muito obrigado a todos .

Shalom,

Leo Drumond.

A Despedida??? 11 meses de existência!!!
Gente,
Pelos que vocês devem ter percebido, estou meio sem motivação para voltar a escrever no Fingindo e Vivendo. Hoje, ele completa 11 meses de vida.
Tal motivação deve-se, talvez, ao fato de eu já não estar fingindo mais. Para ser honesto, nunca vivi tão claramente quem eu sou como tenho vivido agora.
Outro dia, estive conversando com a Kelly, Madame Butter-Fly, e disse a ela que tenho a vontade de encerrar o Fingindo e vivendo. Se o fizer, prometo,com certeza, criar um novo blog.
O que vocês me dizem?
Espero respostas.
Shalom,
Leo Drumond.
Pic Nic

Pic Nic!!!
Gente, A manhã de hoje - ensolarada e azulada -, do dia 3 de abril. provavelmente, prefigurava o dia perfeito que estava por acontecer. Às 10h da manhã, comecei a participar de um piquenique no Jardim Botânico, vide a foto. Estiveram presentes: Nathara (minha afilhada), Luiz, Isabel, Fernanda, Kleber, Luciana, Wagner, Karla - todos amigos do Rodrigo, Rodrigo e eu. Há cerca de um mês e sete dias, conheci o Rodrigo no show da Leila Pinheiro, em Ipanema. Já havíamos travado contato pelo orkut. Ao nos conhecermos pessoalmente, uma essência imperceptível apoderou-se de nós e fez com que nos envolvêssemos de uma forma cujas palavras hão de, um dia, quiçá encontrar a melhor tradução para expressar tão grande afeição mútua. Descobrimos um no outro a pessoa que há de nos ajudar a (re)entender esse mundo mágico no qual pululam os sentimentos. O piquenique foi fantástico, pois tive ao meu lado alguém a colorir meu dia como a luz do sol que nos iluminou hoje. E, acima de tudo, tivemos como palco um dos mais belos lugares do Rio de Janeiro. Para além disso, os amigos e amigas conosco ajudaram bastante. Sem palavras para expressar a alegria causada pela manhã e tarde de hoje. Deus nos ajude. Shalom, Leo Drumond.

Camisa branca: Carla

Vestido verde: Luciana

Camisa cinza: Wagner

Camisa branca e saia verde: Isabel

Camisa preta e saia branca: Fernanda

Camisa vermelha: Kléber

Camiseta azul e bermuda jeans: Nathara, a minha afilhada,

Ajoelhado, bermuda cinza (isso foi um milagre) e camisa pólo azul: Leonardo Drumond (eu)

E o Rodrigo??? Amanhã, ele estará por aqui.

Paz nos corações de todos!!!

 

O mundo perdeu um pacifista!

Com lágrimas a escorrerem por esses olhos chorões, procuro as palavras a fazer jus à personagem da qual nos despedimos hoje, dia 3 de abril de 2005, após horas de um sofrimento grandioso.

Com quase 85 anos, João Paulo II despede-se de seu Pontificado tendo realizado algo jamais visto na história eclesiástica. Ele era o chefe da maior Igreja do Mundo. Sim, a Igreja Católica Apostólica Romana conta com o maior número de fiéis em todo o mundo. Ao contrário de muitos de seus antecessores, optou por desafiar a história. Manifestava-se sempre frente aos problemas mundiais. Dos 127 países por ele visitados, muitos estavam, na década de 80, tomados pela Ditadura Militar. Teve coragem de enfrentar os EE. UU. e não teve medo de assumir os erros da Igreja, em especial, ao pedir perdão pelo pecado da inquisição.

Com certeza, diante de suas opiniões, encontrou quem as apoiasse e quem as rejeitasse. Eu mesmo, não nego, tive minhas opiniões contrárias às dele. Contudo, não podemos negar o fato de que ele transformou a humanidade. Respeitado por católicos e não-católicos, o Papa deixa, hoje, a vida, mas, com toda a certeza, entra para as páginas indeléveis da história. E, mais ainda, recebe morada nos braços do Pai.

Agora, no entanto, peço a Deus para que continue a guiar Sua Igreja e que Ele ajude aos Arcebispos a escolherem o novo Papa que seja capaz de avançar no progresso da Paz. Deus abençoe o Papa e venha junto aos Arcebispos para a nova escolha! Amém!

É, choro.

Shalom,

Leo Drumond.

Esta foto é da Missa que o Papa presidiu aqui no Rio, no Aterro do Flamengo em 1997. Eu, graças a Deus, estive lá. A emoção foi indescritível!!!

Aniversário da Mamãe!!!

Aniversário da Mamãe!!!
Gente, Hoje, minha mãe, completa 49 anos. Eu já falei várias por aqui o quanto a amo. Ela é um anjo na minha vida. Na foto estão ela, a Aparecida - a amiga que já passou por aqui- e a Solange, prima nossa. Sou fã da Solange. Ela é uma pessoa fantástica.Bem, é isso aí. Hoje, o post vai pra ela. Shalom, Leo Drumond.

FELICEM DIEM PASCHALIS !!!
Páscoa

A Páscoa se tornou sinônimo de ovos, coelhos, feriado e, principalmente, de chocolate. Mas de onde surgiu toda essa história? O que o coelho tem a ver com os ovos de Páscoa, se ele, sequer, é um animal ovíparo? Na realidade, nenhuma dessas perguntas têm muita importância, pois, nessa data, devemos apenas nos lembrar do real significado da Páscoa.

Páscoa vem do hebreu "Pessach" que significa "passagem". Essa data já era celebrada há mais de dois mil anos, para lembrar a libertação dos judeus da escravidão, imposta pelos faraós do Egito por mais de 300 anos. Mas, para os cristãos, essa data é celebrada por uma outra passagem: a ressurreição de Jesus Cristo.

A Páscoa, a mais importante das datas cristãs, é comemorada em todas as partes do mundo e simboliza alegria, recomeço, nova vida e sentido do sacrifício. Muitos costumes ligados ao período pascal vêm da celebração da Páscoa Judaica, onde o sacrifício do cordeiro era um prognóstico do sacrifício de Cristo na Cruz.

Os símbolos da Páscoa no mundo são: o cordeiro (representa o sacrifício do cordeiro de Deus que tira os pecados do mundo); as luzes, velas e fogueiras (significam a chama da luz e da esperança); os ovos (simbolizam a nova vida que retorna à natureza); e os coelhos (que representam o nascimento e a nova vida).

Os cristãos primitivos da Mesopotâmia foram os primeiros a usar ovos coloridos na Páscoa para representar a alegria da ressurreição e o reconhecimento do sacrifício. Já a tradição de oferecer ovos, veio da China. Há vários séculos, os orientais se preocupavam em embrulhar os ovos naturais com cascas de cebola e os cozinhavam- com beterraba. Ao retirá-los do fogo, ficavam com desenhos nas cascas.

O costume de presentear ovos chegou ao Egito e Pérsia, que passaram a tingir ovos com as cores primaveris, presenteando-os aos amigos para comemorar a Festa da Primavera. Os persas acreditavam que a Terra saíra de um ovo gigante. Já para os egípcios, o coelho simbolizava o nascimento e a nova vida.

Existem algumas versões para explicar a substituição de ovos naturais pelos de chocolate, mas a hipótese mais provável é o início do desenvolvimento da indústria de chocolate, por volta de 1828. A Quarta-feira de Cinzas ocorre 46 dias antes da Páscoa, portanto, a Terça-feira de Carnaval ocorre 47 dias antes dessa data.

Depois da morte de Jesus Cristo, os cristãos consagraram esse hábito como lembrança da ressurreição e, no século XVIII, a Igreja o adotou, oficialmente, como símbolo da Páscoa. Mas, voltando às perguntas do início, sobre ovos e coelhos como símbolos da Páscoa, podemos explicar, a título de curiosidade, que o ovo simboliza o nascimento, já que a existência de muitos animais está, intimamente, ligada a ele; e o coelho, apesar de não botar ovos, simboliza a fertilidade, pois é um animal que se reproduz rapidamente e em grande escala.

 

 

A Karen chegou ao mundo, oba!!!

Gente,

 Nascida no vigésimo primeiro dia do mês de março, sob o signo de Áries, chega ao mundo a doce e linda Karen. Filha do amor de Vanessa e Pablo. Com toda a certeza, não lhe faltará amor. E o padrinho babão que vos escreve vai fazer desse humilde blog um espaço a ela dedicado. Deus a abençoe. Shalom, Leo Drumond.

A mamãe boba, logo após o parto.

Deus as abençoe!!!

A minha afilhada está para nascer!!!

 Gente,

Esta foto foi tirada no dia 5 de março, dia em que fizemos o chá de bebê da minha afilhada aqui em casa. Como de costume, pintaram-lhe toda a barriga. O resultado está aí em cima. Estou, hoje, publicando esta foto, pois, ao que parece, a Karen está chegando ao médico. A mamãe, a Vanessa, dará a luz em breve. De acordo com o obstetra dela, não passará da tarde de amanhã. Ah, não posso negar, a ansiedade começa a invadir o peito de toda a minha família.

Se puderem, por favor, rezem por ela.

Vou ficando por aqui.

Shalom,

Leo Drumond.

[ ver mensagens anteriores ]



Meu Perfil
BRASIL, Sudeste, RIO DE JANEIRO, ROCHA MIRANDA, Homem, de 26 a 35 anos, Portuguese, English, Cinema e vídeo, Arte e cultura
MSN - leolegal@msn.com